Queridos visitantes

domingo, 19 de junho de 2011

Das profundezas a ti clamo, ó Senhor.
Senhor, escuta a minha voz; estejam os teus ouvidos atentos á voz das minhas súplicas.
Se tu, Senhor, observares as iniquidades, Senhor, quem subsistirá?
Mas contigo está o perdão, para que sejas temido.
Aguardo ao Senhor; a minha alma o aguarda, e espero na sua palavra.
A minha alma anseia pelo Senhor, mais do que os guardas pelo romper da manhã, sim, mais do que aqueles que esperam pela manhã.
Espere Israel no Senhor, porque no Senhor há misericórdia, e nEle há abundante redenção; e Ele remirá a Israel de todas as suas iniquidades.
Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário