Queridos visitantes

segunda-feira, 6 de junho de 2011


Me explica, que às vezes tenho medo. Deixo de ter, como agora, quando o vento cessa e o sol volta a bater nos verdes. Mesmo sem compreender, quero continuar aqui onde está constantemente amanhecendo.

                                           Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário