Queridos visitantes

quarta-feira, 15 de junho de 2011


"Realidade é a gente que inventa. A gente pode brincar que é feliz e fica sendo. Igual quando se dedilha uma canção... quem faz o som senão as nossas próprias mãos? A gente é capaz de fazer nuvem da poeira e nem sabe... só precisa levantar e sacudir. A gente traz no peito uma máquina que fabrica sonhos só nossos, mas a máquina não funciona se a gente não der corda e emperra se a gente não usa. E Deus lá criaria alguma coisa sem utilidade? Tem que sonhar, tem que querer. Eu sempre quero e aprendi a fazer colar com as lágrimas que caem quando um sonho sai meio torto. O sonho eu levo de volta para a forma, pra ver se ganha outro molde, e o colar eu penduro no pescoço que é pra tristeza ficar bonita." Sabrina Davanzo

Nenhum comentário:

Postar um comentário