Queridos visitantes

sexta-feira, 1 de julho de 2011


"Ah, quer saber? A nossa vida a gente inventa. A realidade nada mais é do que um grande desejo inventado. Um sonho que se faz verdade, uma vontade que sai do papel e caminha. Assim... Feito vida. É uma responsabilidade enorme desejar, eu sei. Mas vida ao vivo é pra quem tem coragem. Coragem de sonhar. Cuidado em desejar. Porque é preciso fé, auto conhecimento e um querer no infinitivo para que sonhos se realizem. Difícil? Pode ser. É um exercício diário que exige confiança e um amor incondicional por tudo o que somos e acreditamos. Uma aceitação suave dos próprios defeitos, um rir de si mesmo, um desaprender contínuo, um aprender sem fim sobre o que queremos da vida. Transformar sonho em verdade é para poucos. E para muitos. Para todos os que têm a sorte de desejar. Não importa se tudo parecer errado e o mundo virar a cara para você. (Qual era mesmo sua vontade?). Esqueça. Se esqueça. Hora de se perdoar. Tempo de se procurar. RENASÇA. Ninguém veio ao mundo para acertar, haja paciência pra gente perfeita! Eu sei pouca coisa da vida, mas uma frase eu sigo à risca: é preciso acreditar. E eu acredito! Acredito no que diz o silêncio na hora em que a mente cala. E meu silêncio - que não é mudo e também escreve - dita com voz de quem sorri (às vezes desafiante): confie em si mesma. Quebre a rigidez. Ouse. Perca o medo. Perdoe-se. Brinque. Viva com leveza e encante-se. Só assim você vai transformar vida em letra e letra em vida. Num reciclar eterno de poesias possíveis."

Obs.: Sábio o silêncio que habita o coração!!! Que eu consiga ser quem eu sou e bata palmas no final! Mesmo que eu escorregue em mim e puxe a cortina antes do espetáculo acabar. Quem vai dizer que não era essa a melhor parte do show?

Fernanda Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário