Queridos visitantes

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

“Em alguns momentos é preciso ter muita paciência. Nem sempre as coisas são calmas, mornas. Muitas vezes elas gelam ou esquentam demais. Na verdade, nunca gostei do morno, do sem gosto, do sem graça. Gosto do que tem vida, de paz. Talvez por isso tudo em mim queima e arde.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário