Queridos visitantes

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Eu sei como se sente. Seu coração bate, mas você não faz questão nenhuma de que isso aconteça. Você se sente pela metade desde o momento em que ele decidiu parar de tentar. Dorme por dormir, distribui falsos sorrisos, troca meias palavras, dispara elogios ensaiados e segue sozinho, morrendo de dor, mais com a casca firme como se não sentisse nada. E na verdade você não sente mesmo. Nada. Desde aquele dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário