Queridos visitantes

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

“Homem tem medo de mulher independente! Pior ainda: Homem tem medo de mulher que BOMBA! Aí que o cara conhece uma gata, linda e com estilo nada convencional de se vestir, bebe tanto quanto ele. Se ele não quiser sair, ela sai só com as amigas, topa qualquer saída… Não tem tempo ruim, banca suas coisas. Se tiver meio sem grana, se diverte como dá. Se tiver bem de dinheiro, pode até pagar pras amiga…s. Conversa com todo mundo, conhece muita gente. Falando assim, parece bem divertido ficar com uma mulher dessa… E é! O problema é que grande parte dos homens não segura a onda de uma mulher pau-a-pau com eles, aí eles namoram a Sandy, a Sandy é fácil de namorar. Ela sai, mas não dança até o chão, ela não bebe. Nada de decotes ou mini saias. Se o namorado não quiser, ela não sai. Ficam em casa, assistindo comédias românticas… Mas quer saber? Mulher que bomba dispensa homem sem coragem! Mulher de verdade assusta! Uma grande mulher não precisa de homem para se destacar, mas para ser um grande homem com certeza precisa-se de uma grande mulher..”
Tati Bernardi


Acho que está faltando um pouco de verdade nesse mundo. Falta fé. Falta você acreditar que pode agradar o outro sendo quem é. Sem ter que fazer mágica, já que a mágica está em poder viver bem consigo mesmo. E só. Clarissa Corrêa.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

"Um “S” no final de “nó” e tudo o que era problema vira solução."
 Caio Augusto Leite
Britney Spears - Revista ELLE [Janeiro, 2010]
Passamos a vida acreditando nas pessoas, nos decepcionando, fazendo promessas e as quebrando, com o coração machucado, com um sorriso no rosto, mudando constantemente, com lágrimas nos olhos sendo de felicidade ou de tristeza, procurando algo pela qual valha a pena viver, correndo atrás do amor verdadeiro, tentando encontrar uma pessoa que nunca irá nos decepcionar, caindo, se levantando, desistindo, lutando, seguindo em frente.
Cansei de ser gente. Dá muito trabalho marcar presença. Juntar passado, presente e futuro e misturar limão e açúcar. Seria mais fácil se a gente dissesse o que quer, como, de que jeito. Mas não. Gente nunca faz isso. Gente como eu espera que o outro saiba-descubra-perceba. Gente como você quer se sentir especial. Por que a gente quer a todo instante saber que é importante? Cansei de ser gente. Sinto que os dias passam, a pele envelhece, o coração acumula aprendizado, os pés ficam exaustos no final do dia, a vida não para de caminhar para aquele lado. No meio disso, eu. Me perdendo, achando, sobrevivendo. Porque em alguns dias a gente só sobrevive. E eu cansei de ser gente.
 (Clarissa Corrêa)
Repórter: Natan, você sabe o que é amor?
Natan: Pra mim amor foi quando os valentões da minha turma me empurraram do balanço e eu fiquei com o joelho machucado. Ai a Aninha me deu um beijo no joelho e disse “Se você quiser eu peço pra sua mãe deixa você ir pra minha casa ai eu cuido de você e faço biscoitos.” Eu acho que a amo.
Repórter: Gente acho que eu vou casar com ele.

(Natan 5 anos)
“Finjo o tempo todo, rio, sou alegre, dispersivo, com aquele brilho superficial e ridículo. E em cada fim de noite, me sinto um lixo.” CFA

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Como se recupera sua vida antiga? Como é que se continua quando em seu coração você começa entender que não há volta. Há certas coisas que o tempo não pode consertar, alguns machucados que vão tão fundo que serão eternos. - Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei
Cazuza ainda dizia, lá no meio dos versos, que pega mal sofrer. Pois é, pega mal. Melhor sair pra balada, melhor forçar um sorriso, melhor dizer que está tudo bem, melhor desamarrar a cara. “Não quero te ver triste assim”, sussurrava Roberto Carlos em meio a outra música. Todos cantam a tristeza, mas poucos a enfrentam, de fato. Os esforços não são para compreendê-la, e, sim, para disfarçá-la, sufocá-la. Ela que, humilde, só quer usufruir do seu direito de existir, de assegurar seu espaço nesta sociedade que exalta apenas o oba-oba e a verborragia, e que desconfia de quem está calado demais. Claro que é melhor ser alegre que ser triste (agora é Vinícius), mas melhor mesmo é ninguém privar você de sentir o que for. Em tempo: na maioria das vezes, é a gente mesmo que não se permite estar alguns degraus abaixo da euforia. — Martha Medeiros 
“Lutar em segredo, fechado no quarto, sem que ninguém saiba. Para os outros, mostrar só o melhor de si, a face mais luminosa.” CFA

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Eu preciso ver coisas bonitas, eu preciso sentir coisas bonitas, eu preciso não viver mais dentro desse planeta arrasado pela guerra e pelo cheiro de carniça.
(…) ele é um menino que não pode acompanhar minha louca linha de raciocínio meio poeta, meio neurótica, meio madura. — Tati Bernardi.
Minha vontade hoje é curtir a minha vida e mesmo que isso não inclua quem eu acho que deveria. Ter a oportunidade de ver quem se preocupa comigo, quem está comigo mesmo que seja em pensamento, refazer velhas amizades e passar a reescrever a minha história à minha maneira. Parar de sobreviver pela felicidade de outros ao invés da minha. Mesmo que pareça egoísta, eu hoje quero ser feliz. (Tati Bernardi)
“Mas a verdade é que eu odeio o equilíbrio. Porra, se eu tô puta, eu tô puta! Se eu tô com ciúme, não vou sorrir e mostrar controle porque preciso parecer forte e bem resolvida.”
Tati B.




Britney Spears, 2007.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Minha mágoa foi porque eu tinha me preocupado tanto com você e você não teve a menor consideração. Mas deixa. Eu preciso aprender. Olha, tem muita coisa no mundo que eu não entendo, mas quer saber o que realmente não entra na minha cabeça? Como pode uma pessoa saber que te deixou triste e simplesmente não fazer nada quanto a isso? Se eu sei que deixei alguém chateado por uma atitude minha é evidente que vou procurar a pessoa, ligar, fazer alguma coisa. Jamais vou ficar quieta, na minha, sem saber o que a pessoa tá pensando ou sentindo. Se tá chorando ou com raiva. Além disso, tem o essencial: vou querer consertar. Ainda mais se a mancada foi minha. Agora me pergunto: como pode alguém cruzar os braços e deixar rolar? O que adianta dizer que eu gosto muito de você, que você é mega importante pr mim se eu te deixo triste e não faço nada para mudar isso? 
(Clarissa Correa)
"Com o tempo a gente aprende que atenção, carinho e blush tem que ser na medida certa. Se não, a gente acaba de palhaça."

sábado, 18 de fevereiro de 2012

"Quero você aqui, no meio das minhas coisas, meus livros, discos, filmes, minhas ideias, manias, suspiros, recortes. Respirando o mesmo ar… Entra, não pergunte se pode ficar. Vem e fica."
"Durmo, acordo, faço coisas, leio muito. E esse vazio que ninguém dá jeito? Você guarda no bolso, olha o céu, suspira, vai a um cinema, essas coisas. E tudo, e tudo, e tudo." [Caio Fernando Abreu]
"Acredito que arrumar a bagunça da vida é como arrumar a bagunça do quarto. Tirar tudo, rever roupas e sapatos, experimentar e ver o que ainda serve, jogar fora algumas coisas, outras separar para doação. Isso pode servir melhor para outra pessoa. Hora de deixar ir. Alguém precisa mais do que você. Se livrar. Deixar pra trás. Algumas coisas não servem mais. Você sabe. Chega. Porque guardar roupa velha dentro da gaveta é como ocupar o coração com alguém que não lhe serve. Perda de espaço, tempo, paciência e sentimento." Caio
Acho tão bonito casais que duram. Não importa o tempo, o que vale é a intensidade. Querer estar junto vale muito mais do que estar junto há 20 e tantos anos só por comodidade. Sei que estou falando obviedades, mas hoje vi um casal de velhinhos na rua. Acho que o amor, quando é amor, tem lá suas dores bonitas. A gente vê uma cena e o coração fica emocionado. Nos dias de hoje, com tanta tecnologia, com tanta correria, com tanta falta de tempo, com tanto olho no próprio umbigo e nos próprios problemas, com tanta disputa pelo poder, pelo dinheiro, por ter mais e mais, sei lá, acho bonito ver um casal de velhinhos na rua. A mão, enrugadinha, segura a outra mão. A outra mão, por sua vez, segura uma bengala. Falta equilíbrio, sobra experiência. Falta a juventudade, sobra história para contar. Falta uma pele lisa, sobram marcas de expressão que contam segredos. Envelhecer não é feio. Em tempos de botox, a gente devia olhar um pouco para dentro. De si. Do outro. Do amor.” — Clarissa Corrêa
Às vezes é preciso bater com a cabeça na porta várias vezes, para se dar conta de que não é a porta que está no lugar errado, e sim você.
"Você pode chorar por ele ter ido embora, ou pode comemorar por ser a mulher maravilhosa que ele perdeu. A escolha é sua."

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

[...] "Quanto mais eu me aproximo do que seria a minha volta, mais longe eu estou de querer voltar. Quanto mais eu me recupero do que doeu tanto, menos vontade eu tenho de causar dor em alguém. Esse desejo incontrolável de voltar é apenas a vida me dizendo para andar pra frente e não voltar nunca mais."

Tati Bernardi, in Eu nunca mais vou voltar.
“Acabei me afastando de algumas pessoas. A gente sente direitinho quem quer o nosso bem. Se eu estou feliz e você gosta de mim, por favor fique feliz também. Se a sua vida é uma desgraça, desculpa, não tenho culpa. Se os seus sonhos e planos não deram certo, por gentileza, não descarregue em mim. Também tenho sonhos e planos que não se concretizaram e nem por isso sou amargo. Nem por isso não desejo a sua felicidade. Sempre disse e repito: é fácil ser solidário quando tudo está uma merda. É fácil esticar a mão, ficar ao lado, ouvir as tragédias. Difícil mesmo é ficar feliz lá no fundo quando o outro conquista alguma coisa. Quando ele se dá bem. Quando ele está com o coração sorrindo. A gente percebe direitinho sorrisos amarelos, olhares não sinceros. Acho isso tão pequeno. Se você gosta de alguém, se é amigo de alguém é obrigação ficar feliz pela pessoa.” — Clarissa Corrêa
Sou eu que começo? Não sei bem o que dizer sobre mim. Não me sinto uma mulher como as outras. (...) Mas segui todos os mandamentos de uma boa menina: brinquei de boneca, tive medo do escuro e fiquei nervosa com o primeiro beijo. Quem me vê caminhando na rua, de salto alto e delineador, jura que sou tão feminina quanto ás outras: ninguém desconfia do meu hermafroditismo cerebral. Adoro massas cinzentas, detesto cor-de-rosa. Penso como um homem, mas sinto como mulher (...) Nossa, pareço uma metralhadora disparando informações como se estivesse preenchendo um cadastro para arranjar marido. Ponha na conta da ansiedade (...) hospedo em mim uma natureza contestadora e aonde quer que eu vá ela está comigo, só que sou bem-educada e não compro briga à toa. Enfim, parece tudo muito normal, mas há uma voz interna que anda me dizendo: "Você não perde por esperar, Mercedes." É como se eu tivesse, além de uma consciência oficial, também uma consciência paralela, e ela soubesse que não vou segurar minhas ambiguidades por muito tempo. Tenho um cérebro masculino, como lhe disse, mas isso não interfere na minha sexualidade, que é bem ortodoxa. Já o coração sempre foi gelatinoso, me deixa com as pernas frouxas diante de qualquer um que me convide para um chope. Faz eu dizer tudo ao contrário do que penso: nessa horas não sei aonde vão parar minhas ideias viris. Afino a voz, uso cinta-liga, faço strip-tease. Basta me segurar pela nuca e eu derreto, viro pão com manteiga, sirva-se. Sou tantas que mal consigo me distinguir. Sou estrategista, batalhadora, porém traída pela comoção. Num piscar de olhos fico terna, delicada. Acho que sou promíscua, doutor Lopes. São muitas mulheres numa só, e alguns homens também. Prepare-se para uma terapia de grupo." (Divã- Martha Medeiros)
Eu não ligava para muitas coisas. Eu nunca ligo. Ou eu amo ou eu desconheço. Você pode fazer uma festa na minha frente, mas se não morar no meu coração, eu não vou enxergar. - Camila Costa.

Eu fico completamente baratinado quando começam a me perguntar o que vai ser, o que vai acontecer com tal coisa. Sei lá, eu não sei onde é que eu vou estar amanhã. Eu sei o quê que eu tô fazendo hoje, agora, o resto não interessa. (Caio Fernando Abreu)
Espero que entendam o real motivo dos meus silêncios, que decifrem aquele riso meio forçado, que compreendam o que quer dizer a Desviada Brusca De Olhar (se eu desvio o olhar em seguida, aí tem, vai por mim!) ou a vontade de sair correndo. ~ Clarissa Corrêa.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

''Muitas coisas aconteceram nos últimos anos
e há muitas coisas que as pessoas não
sabem sobre mim que eu gostaria que
elas soubessem...'' [Britney Spears: documentário For The Record]
Eu queria sair por aquela porta e horas depois receber telefonemas dizendo que sentiram minha falta. Eu ás vezes desejo que algo devastador aconteça para aí sim ter razão pra sofrer. Eu queria ter a mínima responsabilidade de ter um canto meu e que nesse canto eu não dependesse de ninguém. O que mais escuto são claro, vozes de gente, mas dizendo sempre que a gente precisa do próximo. Eu sei, sei que preciso, sei que é necessário ter amigos e sentir amor. Amor eu sinto, eu acho, mas é algo que ainda está amadurecendo dentro de mim mas eu me sinto feliz em senti-lo. Sinto feliz por ouvir que sou a esperança de alguém mesmo sabendo que não me resta tanta. Vou encontrá-lo e esqueço por alguns segundos que tenho um caco de vidro que não solta do meu pé, e a dor cessa, e ele me abraça, e esbarra o nariz nos meus e diz que me ama, ficamos nus por um tempo, relembrando atentados á nós e eu me calo, não por ele, não por ninguém, nem por mim. Mas não sou prepotente ao ponto de achar digno ocupar o tempo de alguém aclamando motivos vazios e sóbrios que me fazem sofrer. - Caio F. Abreu
"E percebi que é melhor não ter sentimentos, e nunca sentir nada, porque quando você está feliz, todos querem tirar isso de você, eles me escutam, mas eles não estão me ouvindo, é triste." (Britney Spears: documentário For The Record).
“Eu tenho passado por tantas coisas. Algumas vezes isso pode ser solitário porque você não abre o que te prende. Eu estou presa em um lugar e como vou lidar com isso? Você aguenta, é o que eu faço. Todos os dias.” [Britney Spears: documentário For the Record]
As pessoas tem seus momentos. Algumas passam por calmarias e não fazem muita coisa. Ficam na deles. Não dá pra se expor o tempo todo. E tem horas em que você se expõe... Muita coisa aconteceu nesse ano. Na verdade, nos últimos dois ou três anos eu e minha confiança foram testadas. Definitivamente eu cresci, e muito. Estou bem calejada com algumas coisas. Então, me protejo muito. Ás vezes pode soar solitário. Você se protege. Entende. Precisa ser desse jeito, senão tiram vantagem ou você acaba entrando em situações como eu entrei no ano passado. Perdi meu caminho, perdi o foco, eu me perdi. Eu tinha aquela coisa dentro de  mim de querer me rebelar. Eu nunca quis me tornar uma pessoa presa, sempre quis ser livre. Entrar no meu carro e ir sem deixar me fazerem pensar que devo ficar em casa. Acho que era a parte de mim que me metia em encrenca. Eu tinha pessoas na minha vida que eram ruins e eu sempre me protegia. Mas chequei a um ponto, que acabei deixando elas entrarem. Me sentia sozinha ou algo assim e sofri as consequências disso. E muito. Mas eu acho que você erra, aprende e segue a vida. Só que eu estou pagando caro por isso faz tempo. Eu olho para trás  e não entendo como passei por isso. Sento, revejo tudo e penso: ‘’Sou uma garota esperta? O que deu em mim?’’ Tenho muita fé na vida. Tenho dias que você percebe no meu rosto que: "Ela está sentindo"! Então tenho dias muito bons e daí tenho dias ruins. Ás vezes é demais. Ninguém aguenta coisas assim. (Britney Spears: For the Record)
Com o que faço, tem muita energia e gente em volta.
Sinto que, para me proteger, devo construir muros e portões.
Mas é preciso ter cuidado.
Porque com muros demais, você acaba virando uma prisioneira.
Mesmo quando você vai presa sempre há um momento 
em que você sabe que vai sair. Eu nunca faço do meu jeito. Nunca.
É estranho como para certas coisas eu faço do meu jeito...
E coisas comuns eu não consigo.
As coisas simples, que eu devia encarar naturalmente, não consigo.
E são as coisas que eu mais quero.
Você sente que não tem o controle da sua vida?
Não, não me sinto fora de controle.
Acho só que é tudo muito controlado.
Não tem emoção, não tem paixão.
Parece o Feitiço do Tempo todo dia.

[Britney Spears: For the Record]

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Eu só queria encontrar alguém que me fizesse parar de achar normal essa história de perder as pessoas pela vida.
Mas a lição que eu aprendi no sábado é que não vale a pena consertar um carro pela décima vez. É mais fácil comprar um novo e fim de papo. Afinal, eu bem que tentei consertar meu relacionamento com todas essas pessoas e só ganhei mais e mais poses e menos e menos verdades. Ainda que doa deixar pessoas morrerem, se agarrar a elas é viver mal assombrado. - Tati Bernardi
“Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes encontro nuvens espessas. Avisto crianças que vão para a escola. Pardais que pulam pelo muro. Gatos que abrem e fecham os olhos. Borboletas brancas, duas a duas refletidas no espelho do ar. E eu me sinto completamente feliz. Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.”

— Cecília Meirelles
''Buscar um relacionamento quando se está num alto nível de carência é como ir ao supermercado com fome: Qualquer porcaria serve.'' Tati Bernardi
Por um instante quis sentir falta de alguém, mas não consegui me lembrar de ninguém. Por outro instante quis inventar uma pessoa, mas eu era tão de verdade naquele momento que me faltou capacidade para ser enganada. Na cidade mais romântica do mundo amei meu medo, meu quarto, minha cama, meu banheiro, minha coragem, minhas próximas horas pelo resto da vida, minha quase morte que agora me enchia de novidades, meu silêncio, a extensão do meu pânico curioso que iluminava toda a cidade, minha tranquilidade madura, toda a bagunça da minha cabeça. Sim, a garotinha magrinha, branquelinha, assustada, sensível, cheia de ódios, cheias de erros e cheia de si, agora apenas recomeçava no corpo de uma mulher invisível. Amei que o mundo estava em festa e meu convite dava direito apenas a uma pessoa. - Tati Bernardi
“Querido…
Fiquei mal quando acabou, confesso.
Não porque te perdi, mais sim porque perdi meu tempo com você!”
 

Tati B.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Nunca fui boa em correr atrás das pessoas, mas sempre fui ótima em fugir daquilo que me faz mal. (Isabela Freitas)
''Eu aprendi a sempre me manter verdadeira comigo mesma e nunca deixar o que as outras pessoas falam sobre mim afetar quem eu sou. É uma lição muito importante que me tomou bastante tempo para aprender.'' (Britney Spears)
Britney Spears - MTV Bash at the Hollywood Palladium, 28/06/2003.