Queridos visitantes

sábado, 28 de julho de 2012

Renuncio todo e qualquer fator que me afaste da luz. Da luz dos dias, dos olhares. Não quero viver à base de suposições, amor. Nem de esperança. O tempo ruge e é cruel com todos. Seja com quem olha de longe ou com quem se arrisca a enfrentá-lo. Que nunca falte fé, e que nenhum empecilho imposto por quem quer que seja, me reprima. Me esconda, me afaste. Me derrote. (Mateus F.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário