Queridos visitantes

domingo, 19 de agosto de 2012

Há dias quero falar. Há dias em que bate uma tristeza que não tem remetente. Há dias preciso dizer isso. Há dias em que só a repetição fala. Há dias em que o sol não aparece. Há dias em que o coração fica pingando feito torneira enferrujada. Há dias em que a voz cala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário