Queridos visitantes

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

16/12/2009

É engraçado, mas apesar de não pensar todo dia, eu sempre tenho uma vaga lembrança do que aconteceu entre nós, seja bom ou ruim (principalmente). E pensar que tudo poderia ter sido trabalhado de uma outra forma, fico com mil dúvidas. Hoje lembrei-me de uma música que acho parecida com você, com a gente, não sei porque, e do seu rosto e cada palavra que você me falou. Como as coisas mudam e, apesar de tudo, quando eu te conheci você era uma experiência de aprendizagem, e agora somos duas pessoas totalmente diferentes e distantes, até parece que já nos conhecemos e que todos os dias que passei com você não foram por acaso, até parece que foi um sonho.

OBS: Achei perdida no meu Fotolog.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012


"Você diz que está só, você e a torcida do flamengo. Acorda cedo e se produz pra ver se aquela pessoa irá te notar - faz isso todos os dias, e todos os dias não percebe, estava olhando pro lado errado da sala, a pessoa que mudaria seu mundo estava sentada a apenas duas mesas atrás. O amor é cheio de ironias, não tem local ou data marcada, apenas acontece, quando você diz que o amor não está pra todos, realmente acertou, pois a maioria não se dá o trabalho de levantar e sair por aí pra esbarrar com o que é seu. Todos os seus amigos resolvem ir pra uma festa, e você prefere ficar em casa pois não está bem, abre o armário da cozinha e não encontra nenhum remédio - olha que azar, resolve ir até a farmácia pra comprar algum analgésico mas não sabe bem o que comprar, e aparece alguém ali com um sorriso cínico pra te ajudar, sua dor de cabeça passa na mesma hora, e você até leva uns Drops de morango dizendo que só estava querendo saber, e irá voltar depois. Claro que irá voltar depois. Amar é sentir uma necessidade incontrolável de dizer que ama mesmo no meio de uma tempestade esperando um táxi que nunca chega. É ter uma intimidade, e eu não estou falando de uma transa num sábado a noite, mas na confiança de uma vida inteira. Amor não é exigência, doamos o coração e seja o que Deus quiser, é um jogo de sorte cheio de blefes que mais gente perdeu do que ganhou. Quando se gosta por amor não importa se ele mora na casa ao lado ou num país do outro lado, se ele é um Shakespeare ou um pedreiro nas cantadas, qualquer pronuncia carinhosa irá te tirar um sorriso sincero. Você se pergunta diariamente quando e como irá acontecer, enquanto come um pacote de Doritos jogada no sofá torcendo pra que o telefone toque, e que seja engano, e que seja solteiro, e que more perto, e que tenha Facebook, mas o telefone não toca, e por que não toca? Olha que azar, deu problema na sua linha. Você liga pra companhia telefônica e eles mandam um técnico novo, bonito, jovem, inexperiente, que faz muitas perguntas e não sabe ao certo por onde começar, na saída ele deixa o E-mail e diz que qualquer problema, é só ligar. Claro que irá dar problema, talvez amanhã você corte os fios do telefone com uma tesoura sem querer. Amor é mais sentimento do que percepção, talvez ele não note seu perfume novo, se o seu cabelo está mais claro ou em cinquenta tons de cinza, talvez ele esqueça quando tudo começou e não lembre quando vocês farão um ano de compromisso, mas ele lembrará todos os dias de te fazer a mulher mais feliz desse planeta. Então, pare de pensar quando ou como, não se limite aos porquês. Pare de procurar e comece a deixar as coisas serem como são, o acaso anda surpreendendo muito ultimamente, vai por mim." Sean Wilhelm.
Eu não tenho uma mente suja eu tenho uma imaginação sexual.

 

Borboletas no estômago não existem mais, coração acelerado agora só desacelera, lembranças não vêm mais com tanta frequência ao sentir um perfume, você não é mais a primeira pessoa que eu procuro nas redes sociais todos os dias. Todos os meus pensamentos sobre você tornaram-se vagos, e nunca mais me senti ansioso ao imaginar um plano que te envolvesse. Mas eu sei que num primeiro sinal eu posso voltar a querer tudo de novo, só temo que isso aconteça. O que um amor vira depois que você desiste dele?

João Pedro Bueno, Sabedorias.
A gente vai deixando tanta coisa pra trás que às vezes fica difícil de acreditar. Tudo muda tão rápido, o relógio acelera tanto. A primavera demora pra chegar e, sempre que chega, passa voando, dando a impressão de que foi assim com todas as outras estações também. Antes eu tinha medo disso. De achar que o tempo não passa, e quando me desse conta, o relógio tivesse criado asas e fugido. Mas hoje? Bem, hoje eu só tenho medo de que elas passem tão rápido que eu não consiga lembrá-las. O resto, se for pra passar, que passe. É melhor deixar algumas coisas pra trás e seguir em frente, do que continuar com tudo mas parado no mesmo lugar pra sempre.”

(Sabedorias - All flowers fly away, João Pedro Bueno)

terça-feira, 20 de novembro de 2012

 

Você tem que ser, tem que ser, tem que ter, tem que ter. Acho uma chatice sem fim e não aceito que digam que tenho que ser assim ou assado. Tenho que ser como eu sou. E ponto (...) Percebi que a minha melhor amiga sou eu e que tem coisas que a gente nunca deve dizer para ninguém, nem para o terapeuta. Também percebi que, assim como eu, as pessoas também mudam com o tempo. É uma pena que algumas mudem para pior. Mas a decepção faz parte da vida. Isso eu também aprendi. (Clarissa Correa)
"Nada mais elegante do que uma pessoa com desconfiômetro ligado no máximo; que não se mete onde não foi chamada; que não se envolve em fofoquinha baixo-astral e não fica medindo o brilho alheio. Bonito pra mim é gente que, quando cai, se refaz no silêncio, sem muletas e sem estardalhaço. Acho fino, acho elegantérrimo!" –Brenna


Estar triste é estar atento a si próprio, é estar desapontado com alguém, com vários ou consigo mesmo, é estar um pouco cansado de certas repetições, é descobrir-se frágil num dia qualquer, sem razão aparente as razões têm essa mania de serem discretas. — Martha Medeiros
"Eu sou antipática mesmo, o mundo tá cheio de gente brega e limitada e é um direito meu não querer olhar na cara delas, não tô fazendo mal a ninguém, só tô fazendo bem a mim."  — Tati Bernardi 

Tive que colocar os pés no chão algumas vezes, optar não falar. Admito que é bem irritante engolir sapos, cobras, e sabe-se lá o que mais. Muitas vezes guardei algumas lágrimas para quando chegasse em casa, muitas vezes escutei coisas que fingi não entender. Cresci muito com isso, tenho orgulho da pessoa que me tornei, depois de um tempo aprendi que não falar significa guardar para si coisas que vão nos ensinar depois. Não notamos isso quando estamos dentro da dor, mas depois a gente entende que ela nos amadurece.
"Acho que existe um estágio na vida que nem você se aguenta mais. Que a vontade mesmo é levantar a bunda da cadeira e chutar o balde, sem nem querer saber no quê ou em quem ele pode acertar. Vontade de sumir, ir embora, evaporar da face da terra e reaparecer em algum outro planeta perdido por aí…" — Stopwatch

domingo, 18 de novembro de 2012

Britney Spears, 2001.
Não compreendo certas criaturas, que tendo em si tanta vida, desperdiçam-na com planos mirabolantes para destruir a felicidade alheia. Maquinam, espreitam, emanam maus pensamentos, torcem pra dar errado, fazem intrigas e riem da própria crueldade. Desrespeitam o que não conhecem. Aliás, nunca se ocupam em conhecer, pois que a verdade não lhes soa interessante. Sou feliz de não compreender certas criaturas, pois tendo em mim tanta vida, não posso desperdiçá-la." (Brenna)

Britney Spears, 2007.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012



“Eu sou feita de tão pouca coisa e meu equilíbrio é tão frágil, que eu preciso de um excesso de segurança para me sentir mais ou menos segura.” Clarice Lispector.

“Você acha que ele era especial, mas não era. Porque você está só lembrando das coisas boas e da próxima vez que você olhar para trás, deveria olhar direito.” 500 dias com ela. 

“Tenho frases guardadas, que fiquei de dizer quando houvesse sentido.” Gabito Nunes.

“Apaixone-se por alguém que te curte, que te espere, que te compreenda mesmo na loucura; por alguém que te ajude, que te guie, que seja teu apoio, tua esperança. Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, depois do desencontro, por alguém que caminhe junto a ti, que seja teu companheiro. Apaixone-se por alguém que sente sua falta e que queira estar com você. Não apaixone-se apenas por um corpo ou por um rosto; ou pela ideia de estar apaixonado.” Tati Bernardi.
 

Só continue sendo forte. Não se preocupe, essa angustia que você está sentindo vai passar, a saudade vai acabar. Eu sei que agora parece que o mundo conspira contra você, mas ele gira e em um giro desses tudo pode mudar. Então não desiste, sorria. Você é mais forte do que pensa e será mais feliz do que imagina. O medo a decepção, a tristeza, a raiva são só sentimentos, são só momentos e momentos chegam ao fim. Isso chegará também. Não tem como encontrar a felicidade sem ter passado pela tristeza. Pense nisso, não é hora de se deixar abalar.” Tati Bernardi.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012






Se afaste de quem não te faz bem mesmo que isso te machuque, é melhor sofrer com a verdade, do que sofrer duas vezes com uma mentira inventada por você mesmo. — Junior Bergman


Mas a gente tem que se adaptar as coisas. Engana-se quem pensa que o relógio vai voltar no tempo pra concertar as burradas da vida. — Morgana Regina

domingo, 4 de novembro de 2012



"De todos os tipos de pessoas que conheci e passaram pela minha vida, eu sempre gostei mais daquelas que sabem nos tocar sem nem precisar encostar um dedo. Das que entram inteiras quando a gente já se acostumou com metades." Camila Costa. 

‘’(...) Acho que todos nós precisamos de um estímulo, de uma crença, de algo mais forte que nos faça levantar da cama e seguir em frente. É que a vida nem sempre é fácil e boa, muitas vezes ela é chata, cansativa, cheia de rotina, congestionamento, contas que não desaparecem feito mágica, uma briga antiga na família, aquele trauma que nunca cura. O mundo gira muito rápido e quase nos engole diariamente. Eu acho que vale tudo para ser feliz. Menos passar por cima dos outros (e afogar nossos valores). Não entendo quem se sente infeliz e se contenta com pouco. Eu, que sempre quis muito, não consigo acreditar em quem aceita viver uma vida medíocre, com um trabalho que não satisfaz, uma relação que não acrescenta e uma rotina que só dá desgosto. É claro que nem tudo é mágico e bom. Mas a vida pode sempre ficar melhor com pequenos ajustes, afinal, reformas internas sempre caem bem.’’ (CC)


sexta-feira, 2 de novembro de 2012







‘’Eu sou o tipo de pessoa que, quando quero bem, quero muito. Se não, esqueça. Não desejo mal a ninguém, pode apostar. Mas não tire meu sossego. Meu sono. Não tire minhas palavras. Não roube o que é meu. Eu só tenho um coração. Sou bondade, vontade, e, às vezes, sou leal se quiser. Mas não me confunda: sou boa. Boazinha, jamais! Ah, não mesmo. Tenho cara de menina, mas minha intuição já foi e voltou enquanto você planejava e se distraía com meus cílios grandes (...) Se me tratar bem, terás de volta todo o amor do mundo, caso o contrário, acredite, a reciprocidade será absoluta.’’ (Fernanda Mello)
Sou um ser do tipo sanguíneo que oscila muito. Tenho momentos de extrema alegria e momentos de profunda depressão. Não obedeço a uma agenda: hoje vou sentir isso, amanhã vou sentir aquilo. Reajo aos acontecimentos à medida em que o ambiente reage sobre mim. Mas como sou hipersensível, as coisas têm às vezes um valor que a maioria das pessoas acham ridículo. Mas eu sou assim mesmo. Por exemplo, às vezes fico furiosa com uma pessoa cujo problema talvez, você contornasse com um simples puxão e orelha. Ao mesmo tempo, tomei agora consciência de que essa não é uma atitude lógica e estou procurando me reestruturar.” - 1969 - Elis Regina em entrevista a Clarice Lispector.

Não espere que eu seja sempre agradável e amável, pois haverá momentos que eu serei frio, inconsequente e difícil de entender.

"Naquele dia que você não estiver procurando por ninguém, naquele dia que você não ia sair de casa e acabou colocando a primeira roupa que viu pela frente, quando você não estiver procurando, você vai achar aquela pessoa que faz você sentir que poderia parar de procurar." Caio Fernando Abreu 



‘’Bom humor. Gente educada. Abraço apertado. Escrever. Sorvete de flocos. Gentileza. Shampoo cheiroso. Praia no final da tarde. Minha família. O bom e velho rock´n roll (…) Livrarias. Céu estrelado. Ter saúde. Cheiro de livro (…) Almoço de domingo. Ler à noite. Olhar para o mar. Vinho tinto. Gente leve (…) Sapato novo. Livro novo. O olhar “verdolengo” da minha mãe. Brigadeiro quente na panela. Ir ao cinema. Filme bom. Programas de índio (sim, eu sou estranha). Gente humilde. Viajar. Pessoas que sabem elogiar. Telefone no silencioso. Receber um SMS fofo. Filtro solar que não gruda. Folha em branco. Falta de frescura. Ficar sem fazer nada (viva o ócio!). Minhas amigas do peito (são poucas, acreditem) (…) Integridade. Sair satisfeita do salão. Acordar tarde aos sábados. Minha irmã (sempre!). Pagar todas as contas do mês (e ainda sobrar dinheiro). Pessoas que valorizam a arte. Pessoas que gostam de ler. Pessoas que incentivam a cultura no país. Gente com atitude. Gente otimista. Homens bem resolvidos. Mulheres que se valorizam. Champagne gelada. O All Star dele. Conversar só com o olhar. Beijo na boca. Uns bons “amassos” (…) Colecionar frases. Correr com uma ótima trilha sonora. Andar no meio do mato. Compras coletivas. Conversar com crianças (me divirto!). Letras de música que falam por mim. Meu namorado tocando violão. Ver que alguém lavou a louça da cozinha (e não fui eu!). Lençol cheiroso na cama. Cachoeira. Um pouco de silêncio. (…) Casa limpinha. Fazer um “ok” em todos os itens do dia na minha agenda (é raro, mas acontece). Alto astral. Minha foto com meu avô (saudade feliz!). Pessoas autênticas. Cafuné. Ônibus (ou avião) vazio. Ficar em casa. Cantar sem saber a letra (meu hobby!). Céu azul. Conversar com gente inteligente. Sentir-se em paz. Sentir amor. Sucrilhos. Café. Ter fé (sempre!). E o melhor: saber que essa lista apenas começou…’’ Fernanda Mello
Filme Jogos Mortais

“Não há quem não feche os olhos ao cantar a música favorita. Não há quem não feche os olhos ao beijar. Não há quem não feche os olhos ao abraçar. Fechamos os olhos para garantir a memória da memória. É ali que a vida entra e perdura, naquela escuridão mínima, no avesso das pálpebras. Concentramo-nos para segurar a dispersão, para segurar a barca ao calor do remo. O rosto é uma estrutura perfeita do silêncio. Os cílios se mexem como pedais da memória. Experimenta-se uma vez mais aquilo que não era possível. Viver é boiar, recordar é nadar.” Fabrício Carpinejar.