Queridos visitantes

sábado, 24 de agosto de 2013

100 X Saudades...



Se fosse pra te ressumir em uma palavra, seria “libertação”. Se fosse uma posição, seria o “recorde”. Você não foi o primeiro em nada, mas foi o único a me salvar. Demorou cara, demorou anos, demorou muito, foram muitos obstáculos, mas veja quem está enlouquecida de amores agora. Eu caguei com a nossa história, caguei em escolher a liberdade, enquanto hoje vejo que não há liberdade mais gostosa do que estar presas em seus braços. Você foi forte, persistiu, insistiu em colocar nessa minha cabecinha que a minha felicidade era ao seu lado. E eu bati a cabeça na parede mil vezes dizendo que não, não era nossa hora.
Todo mundo tem fome. Se não é de feijão e farinha, e de amor. E eu sempre me neguei, sempre passei fome sem saber de que, com a mesma desculpa de “trauma de amor”. Você venceu todas as barreiras, enfrentou meus monstros e venceu. Te amo. Só isso. Tudo isso. E é essa minha resposta quando você me pergunta por que eu ainda estou aqui. É simples, sem enrolação, sem respostas complexas e filosóficas: Só te amo. E te amar já basta. E te amar me revigora e me dá forças pra aguentar o resto.
Gosto de você pra caralho. Quero você pra caralho. Caguei pro mundo.
[Stefani Becker]

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Sobre as lembranças, os sentimentos e a vontade da permanência...

É incrível a capacidade que todos nós temos em reviver momentos. Outro dia me peguei lembrando, a caminho da sua casa - que agora sinto como se fosse um pouco minha também e isso não soa nada estranho - as diferentes sensações que eu tive todas as outras vezes em que fui ao seu encontro. Me dei conta de que nenhuma foi igual a outra e isso é curioso. Já deveria saber que, com você, nada, por mais costumeiro que seja, é igual. Nunca foi. Nenhuma das vezes em que eu deitei na sua cama e contemplei a sua imagem, não importasse a luz lá fora, dia ou noite, eu tive o mesmo sentimento. Nenhuma das vezes em que você voltou da cozinha perguntando se eu não queria mesmo mais nada, mesmo dizendo que não, repetidas vezes, eu tive o mesmo sentimento. Nenhuma das vezes em que você acendeu o cigarro, depois de transarmos, e eu quis congelar essa imagem porque à medida que achava sexy e misterioso, jurava ser a coisa mais bonita que vi na vida. Não a imagem. Você, em si. O que você é. Nunca eu tive o mesmo sentimento. Você e esse desejo de cuidar infinito. Você e o despertar em mim para o que existe e o que não. Mas que, ainda sim, eu quero pagar pra ver, pra ter e viver e, de preferência, com você. Alguém com quem eu perco a noção do tempo, lembro a todo momento de maneiras meio bobas, eu confesso. Comendo alguma coisa, sentindo o cheiro de outra. E isso inclui sentir o seu perfume, numa rua qualquer, sem você por perto. Lembrar da mistura das nossas peles, da sua mão enfiada no meio dos meus cabelos, da sua boca na minha nuca, seu corpo em cima do meu, alternando os movimentos e me fazendo esquecer do mundo lá fora. Como sempre faz, como sempre fez. Escrevo pra deixar registrado que eu já conheci muitas pessoas, com algumas me envolvi…outras não e, novamente, nada foi igual nem sequer parecido com o que aconteceu quando eu me envolvi com você. De forma inteira. No início, tive medo. É verdade. Cheguei a pré-julgar que seria coisa de um mês, no máximo. Ainda que eu soubesse que tínhamos um leque de assuntos intermináveis e isso me deixasse anestesiada e, mesmo, muito interessada, somado ao fato de você ser um eterno conhecedor de mundo e isso ser motivo de uma admiração absurda. Como tudo em você. O fato de você ser bem resolvido, a forma como encara e enxerga os outros, como não se importa com a opinião alheia. As suas manias que eu tanto gosto: a bandeja pra comer, o lado favorito da cama, o seu não-gostar pelas meias e seus pés irem e virem sempre de chinelo, o seu espirro, o ronco cansado, a respiração quentinha, o traço no queixo, a boca levemente desenhada, todas as suas pintas, a sua saliência atrás do ombro direito, o seu bumbum - que eu juro, é o mais bonito do universo masculino - a mania de mexer nas orelhas e a de coçar o nariz. Trident de menta, um litro d’água, massas, o gosto compartilhado pela cerveja, a organização dos seus livros, o tempo que toma banho, a maneira como me faz sentir especial, feliz e satisfeita. Isso tudo, e outras inúmeras coisas não faladas ou mesmo lembradas e, ainda, mais outras, sempre surgindo pra deixar claro que você faz cada vez mais parte da minha vida e anda cada vez mais presente nas minhas escolhas, sem dúvidas, com um olhar mais permanente. E se você não entendeu o objetivo disso tudo (sem querer questionar sua forma de pensar), basta olhar nos meus olhos pra ver que a vontade de estar com você transborda em mim e eu não tenho controle algum sobre isso. Pra quê? Nunca fui tão feliz. (Aghata Paredes - Pro cara que não é só mais um)

quinta-feira, 22 de agosto de 2013


Conta pra mim de onde a gente se conhece. De onde vem essa repentina admiração tão perene (…) Conta por que tudo o que é precioso no seu mundo me parece que já era também no meu. De onde vem esse bem-querer assim tão fácil, assim tão fluido, assim tão puro. Conta de onde vem essa certeza de que, de alguma maneira, a minha vida e a sua seguirão próximas... (Ana Jácomo)

segunda-feira, 19 de agosto de 2013


Eu olho pra você e, no momento em que o faço, me arde uma alegria. Uma alegria que não aceita ser outra coisa simplesmente porque não pode ser. Uma alegria que toma conta do peito e me renova. Uma alegria que me motiva a buscar o melhor, seja lá ele qual for.

(Aghata Paredes)

domingo, 18 de agosto de 2013



Zé, me adota.  Cuida das minhas dores e dos meus anseios. Me olha no fundo dos olhos. Enxerga minha alma. Juro que não sou chatinha não. Não tenho frescura, não gosto das coisas tão certinhasNão fico horas na frente do espelho mexendo no cabelo e tenho as unhas bem, bem feinhas. Sabe, Zé, tô precisando tanto de alguém que me proteja dos meus medos. Dos meus anseiosZé, me carrega nas costas e me faz rir o riso mais doce puder. Pega a colcha de retalhos, um filme bem sessão da tarde, coloca a pipoca no forno e deixa que eu arrumo o sofá. Mergulha por entre os cobertores e me deixa deitar no teu ombro. Zé, ri da vida comigo. Me morde. Passa teu nariz na minha face fazendo dengo. Vem ser dengoso comigo, Zé, vem. Deixa eu meter as mãos por entre os teus fios de cabelo e te tocar o rosto de pele aveludada. Me deixa te olhar sem falar nada. Me deixa ver a beleza desses teus olhos . Fala nada não. Fica quietinho. Zé, você é lindo. Põe-me nos braços e me chama de tua. Ai, Zé, te quero tão bem. Faz acontecer em câmera lenta. Aumenta o volume do rádio e dança o passo mais desengonçado junto ao meu pela sala. Tropeça e cai no chão. Me leva junto pro chão, Zé. Me faz cócegas e canta qualquer coisa no meu ouvido. Desafina. Afina. Sussurra. Diz que vai me proteger e não me deixa ir embora. Zé, não vai embora. Fica. Cuida de mim. Não se perde. Pega o papel e assina. Vai Zé, me adota..."

(Vanessa Rosa)

terça-feira, 13 de agosto de 2013



E por trás de todo esse orgulho, tem uma pessoa morrendo de vontade de te dizer que sentiu saudades esse tempo todo.


Porque se entregar é tão difícil?

''(...) Sendo assim sempre intriguei todos aqueles com quem me relacionei. Sempre com meias palavras, com poucas certezas e muitas dúvidas. Houve aqueles que não aguentaram a pressão de viver ao lado de uma pessoa tão misteriosa, mas também houve aqueles que quiseram desvendar o que se esconde por trás de um coração tão armado. Eu não confio nas pessoas, eu não acredito em amor eterno e verdadeiro. O único amor que sei que é pra sempre e que nunca vai deixar de existir é o meu amor próprio. Se eu não espero nada das pessoas, não me decepciono. Simples, básico, útil. Que venha o próximo.

Mas claro que ser assim não é um mar de rosas e eu sou a pessoa mais feliz por ser do jeito que sou. Não mesmo. Esse medo de me entregar me fez perder muitas pessoas, pessoas boas e que poderiam estar na minha vida até hoje. Mas eu não consigo, é mais forte do que eu. Palavras bonitas dificilmente saem pela minha boca e declarações de amor não são meu forte.Demonstro meus sentimentos com atitudes, olhares e talvez até com uma sms perdida no meio da madrugada. Mas não espere muito de mim, não fui feita para lidar com sentimentos e borboletas no estômago. Não fui feita para gritar ao mundo o quanto amo alguém e muito menos para lidar com demonstrações públicas de afeto.

Sabe, você pode até achar triste esse meu jeito de ser, mas te digo com toda convicção: triste é acreditar nas pessoas e se decepcionar. Se eu não acredito, posso me surpreender. E eu procuro pessoas que me surpreendam.

"Uma garota sábia beija mas não ama, escuta mas não acredita e parte antes de ser abandonada."

sábado, 10 de agosto de 2013



''Pessoas que estão destinadas a ficar juntas sempre encontram uma a outra no final.''
"Não precisa correr tanto, o que é seu às mãos lhe há de vir..." - Machado de Assis
Saudades das coisas dando certo na minha vida e com raiva de mim, pois quando estão eu não dou valor. Talvez seja porque quando estamos vivenciando um momento de felicidade, cantarolando por aí feito um fã quando vai à um show do seu cantor ou banda preferido, como uma criança quando ganha o brinquedo dos seus sonhos, como um alguém que só precisava daquilo para colori seu dia e encontra isso em suas mãos, não pensamos que aquele momento não vai se repetir e se formos egoístas acabamos destruindo tudo. Muitas vezes, em momentos de felicidade temos a mania de achar que vai durar para sempre e esquecemos de aproveitá-los de verdade. Pensando comigo: meu Deus como dói... Dói demais você olhar para trás e vê que tinha uma pessoa ali perto de você, que se preocupava, que fazia questão de te dá atenção e se estivesses sozinha num canto sentada, essa pessoa chegava e espantava toda sua tristeza com um simples sorriso, com uma simples conversa sobre o assunto mais idiota do mundo. Às vezes penso que se eu continuar assim vou morrer sozinha, pois de tanto levar porrada eu aprendi a erguer muros altíssimos ao meu redor, dificilmente acredito em alguém totalmente, se uma pessoa chega e me elogia fico com o pé atrás e penso: ''tá dizendo isso para me agradar.''. Mas por que não pode ser verdade? O problema é que eu não me deixo acreditar que é verdade, sempre a insegurança vai estar ali grudada em mim, me atrapalhando. Já conversei muitas vezes sobre esse eu jeito de ser, sobre esse ciclo vicioso que deixo existir sempre que alguém tenta me conquistar e escuto o conselho de que devo me abri mais, senão vou ficar reclamando de que nada dá certo para mim. É preciso permitir-se ser conquistada. Mas se eu não dou espaço para a outra pessoa, tenho eu o direito de chorar pelo leite derramado? Direito eu até tenho, mas razão não. E eu tenho consciência disso. Acho que as decepções roubaram esse meu lado ''descolado de ser'', pois eu não era assim. Sou desenrolada, sou esperta e expressiva. Aí depois dessa viagem de culpa, volto a pensar em você. Chegasses na minha vida em um momento que eu me sentia sozinha e nas voltas do destino a roda gigante parou na minha direção e ali ficou. Eu até esquecia dos problemas, pois você me fazia tão bem que a solidão foi para longe, sabia que quando eu chegasse estarias lá pronto para conversar, fazer brincadeiras comigo que até me deixavam com raiva, mesmo eu não conseguindo ficar assim por muito tempo, lá vinha você me arrancar um sorriso e pronto eu renascia. E aqueles discursos que fazias para me impressionar me faziam gargalhar por dentro. Como era bom. Agora eu paro e penso, olho para o lado e cadê você? Não estar mais lá do meu lado. Se eu me sentir sozinha não tenho mais você para me proteger... Não, eu tenho sim, só que não tão próximo como antes. Mas quem sabe eu tenha mais próximo ainda que na época que eu te tinha perto? Bem, são só suposições, e mesmo vivendo essa tristeza eu tenho a esperança de te ter aqui perto de mim, dividindo histórias, risadas, lágrimas (...) E termino com a frase clichê, mas que me enche de esperança e me dá forças para acreditar que tudo vai voltar a ser como antes: que seja feita a vontade de Deus! Se Ele quiser, se eu quiser, se tu quiseres, se nós quisermos, quem vai nos afastar? Ninguém!!!

quarta-feira, 7 de agosto de 2013




Eu não disse nada, eu não queria dizer nada, eu quase nunca quero dizer nada, mas eu queria te ver. Queria te dizer que, até hoje, sinto saudades.
Back at her, stupid
"Todas as vezes em que me sinto cansada, quando acho que a linha não alcança mais o caminho, quando deixo de lado a minha fé, Deus se senta ao meu lado, me entrega um presente e diz: - Tó menina, pode acreditar tudo de novo!" [Virgínia Mello]
"Mas te acalma. Mesmo que às vezes pareça não valer a pena, quem faz o bem é por Deus protegido. Observe..."
"E hoje pedi pra Deus abençoar cada escolha, cada caminho traçado, e sei que tudo que for verdadeiro, virá..."
''Eu sei que nada será em vão. Há um sol que nasce todas as manhãs, uma rosa que deixa de ser botão e se abre diante dos meus olhos como quem diz: Siga a vida, Deus a leva pelas mãos.''
"Silencia. 
Deus sabe o instante de intervir!"



Emmanuel 


"O que revela a nossa força não é sermos imbatíveis, incansáveis, invulneráveis. É a coragem de avançar, ainda que com medo. É a vontade de viver, mesmo que já tenhamos morrido um pouco ou muito, aqui e ali, pelo caminho. É a intenção de não desistirmos de nós mesmos, por maior que às vezes seja a tentação. São os gestos de gentileza e ternura que somente os fortes conseguem ter." Ana Jácomo 
"Que o medo de arriscar seja substituído pela coragem de fazer a vida acontecer. Que as incertezas sejam transformadas em novos passos e que o amor desarme o mal que me é destinado. Amém!" Marcely Pieroni Gastaldi

domingo, 4 de agosto de 2013



Eu quando alguém da faculdade ou não, fala algo sem noção...






"Todo mundo quer ser legal, e todo mundo se ferra na empreitada. É difícil ser legal o tempo inteiro. A gente consegue ser legal a maior parte do tempo, mas aí faz uma besteira e pronto: tudo o que você fez de bom é imediatamente esquecido e você se torna apenas aquele que fez a grande besteira. Aí você precisa de mais uns dois meses sendo exclusivamente legal para todo mundo esquecer da besteira. E quando eles esquecem, você faz outra, claro." — Martha Medeiros. 
"Não se iluda com as quantidades, você pode demorar dois dias pra ler um livro que se esquecerá duas semanas depois, assim como pode demorar dois minutos pra ler uma frase que te fará refletir pelas próximas duas décadas. Linhas não definem sentimentos, e a palavra certa é aquela que toca uma parte sua que você nem sabia que tinha." — Sean Wilhelm



 


"Acho tão lindo essas pessoas que olham nos olhos com vontade. Essas que sorriem até do cachorro cavando na grama. Que ajudam velhinhos a atravessarem as ruas sem intenção nenhuma de quererem parecer o “superman”. Que fazem coisas bonitas com verdade, e não esperam reconhecimento algum. Que encolhem os ombros e falam baixinho… Acho extremamente encantador essas pessoas que sabem ser amigas, que sabem dar um ombro quando a gente precisa. Que tem o talento divino de saber ouvir o outro. Que não se retiram da luta, e que andam nas ruas de cara limpa, sem máscaras, sem enganação… E acho também uma pena que elas estejam em falta."



Meu lado ruim...

Tenho um lado ruim que, obviamente, não gosto; do contrário, não o acharia ruim. Este lado ruim me permite ser vingativo, rancoroso e algumas vezes, até desejar o mal - um malzinho, na verdade -, para alguém. Creio que isso faça de mim um legítimo ser humano. Ou um espírito encarnado merecidamente num planeta de provas e expiações, conforme aprendi no Espiritismo. Refleti isso nesta tarde, quando mais uma vez fui desrespeitado por um motorista (este, de caminhão) que ignorou e avançou o sinal vermelho, impedindo-me de atravessar a rua como seria meu direito. Na hora, pensei: tomara que esse "mané" se 'ferre'! Uma praguinha rogada, de leve. Mas como o meu lado bom já se sobrepõe ao lado ruim, em questão de segundos pensei: "Mas ele já está 'ferrado'! Eu não preciso desejar isto a ele. Uma pessoa que voluntariamente não respeita as outras, que só leva em consideração as suas próprias necessidades e satisfações, ignorando as dos demais - sejam eles quem forem - já está ferrada: Ela está cega, surda e louca.Essa pessoa vive fechada em seu mundinho particular, e em nome da pressa, do ter e do poder, fere outros seres, e fica exposta a todas as pragas e maldições possíveis. Essa pessoa não é e nem será um pouquinho feliz agindo dessa forma. Ela age contra a Lei de Amor, contra o movimento do universo; e, para continuar assim, faz um esforço muito maior do que faria se permitisse o fluxo do amor, da gentileza, do bem. Deve estar muito cansada, a infeliz, e não consegue perceber que a solução para aliviar a sua carga de problemas é exatamente a atitude contrária. Se o meu lado ruim tem algo de positivo, é fazer com que eu não esqueça que o meu lado bom está muito melhor do que ele. Está: por isso convém não descuidar...

sexta-feira, 2 de agosto de 2013


"Fechar os olhos e ver o sorriso. Na imaginação o cheiro e o toque. Nem milhares de clichês conseguem descrever essa minha vontade de chegar perto, e passar horas no abraço dele. E eu me pego entre medo e certezas, ora premência, ora necessidade de viver um dia de cada vez! E pulo etapas e quero pra ontem, e fico esperando ouvir o que é cedo demais pra ser dito. Dói ser assim, querer tanto e não querer mais... E se um dia eu acordo pensando, no outro durmo tentando esquecer. E exijo pressa, e reclamo da falta de calma. Evito que aconteça, pra que não acabe um dia. E quando vejo, já deixou de ser, sem ter sido. E eu, que sou feitas de urgências, fico rezando pra aprender a viver cada segundo sem medo do que vem depois [...]" Karla Tabalipa
Acordar feliz. Eu não fazia ideia do quanto isso era difícil, quero dizer, nos últimos meses até levantar da cama havia se tornado uma tarefa árdua. Abrir os olhos, se despedir dos sonhos. Alô realidade, sou toda sua. Compromissos, satisfações, problemas. Ah, problemas. A gente precisa parar com essa mania de colocar os problemas em uma mala e sair carregando por aí como se eles fossem essenciais. Não são. Aliás, tudo que te faz mal é completamente descartável. Desapegar; remover da sua vida toda e qualquer coisa que te atrase, reprima, e faça o coração se sentir pesado.

Como se fosse assim tão fácil. O desapego não vem na mesma velocidade que o apego. E quem diria, nós, apegados a problemas. Acho que faz parte do instinto dramático do ser humano. Precisamos de ter algo para reclamar. Gostamos de ser nos sentir vítimas do destino. Por que comigo? Tudo dá errado na minha vida. Nunca vou ser feliz.

É. Você nunca vai ser feliz se não se permitir. Desapegue. Desocupe lugares. Incinere o velho para abraçar o novo. O passado só existe em fotografias, as pessoas mudam, o coração cicatriza. Aquele que se recusa à mudar, se recusa a ser feliz. Mude o cabelo, as roupas, o quarto, as unhas. Só não se esqueça de estar em constante transformação. Só é feliz aquele que aceita as mudanças com um sorriso no rosto.


Foi difícil, quase impossível, mas eu abandonei a minha mala de problemas em uma esquina da vida. Era tralha para todos os lados, fiquei até com vergonha de deixar aquilo ali no meio da rua. Virei as costas e não olhei para trás. Confesso, me senti vazia. E agora? O que iria ocupar o meu coração? Foi uma sensação no mínimo estranha. Meu coração palpitava por algo que eu não sabia ao certo definir. Ele simplesmente se acelerava, assim mesmo, sem motivo algum. O sorriso se abria com facilidade. Os olhos, insistiam em brilhar sem pedir permissão. É grave doutor? É sim, menina. Se permitir ser feliz talvez seja a coisa mais arriscada que você já fez em toda sua vida. Não é fácil, nunca é. Mas você consegue. (Isabela Freitas)
❝Quando o calor da provação é grande, Deus dá a sombra da presença. Quando o inverno parece infinito, Deus traz o verão. Quando não existe mais fé, Deus diz acredita. Quando estamos a um passo do inferno, Deus nos dá a direção do céu. Quando alguém diz que não somos mais nada, Deus nos diz que somos mais que vencedores. Quando difícil se torna o caminhar, Deus nos carrega no seu colo.❞
— Pe. Fábio de Melo.


quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Beeeem eu...




Além de sem noção é iludido ¬¬


“Eles parecem mesmo presos, mas presos por aquele tipo birrento e obstinado de nó, o nó invisível. Eles também brigam, batem portas e saem por aí. Mas voltam rindo da cara um do outro, se aninham e dizem coisas como ‘não consigo ficar braba contigo’’Gabito Nunes.

Eu bebi saudade a semana inteira
Pra domingo você me dizer
Que não sabe o que quer
E não quer mais saber.

Esteban Tavares
Guardo um retrato teu, e a saudade mais bonita. — Legião Urbana



Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar, me dizendo que eu sou o causador da tua insônia, que eu faço tudo errado sempre. [Jota Quest]