Queridos visitantes

terça-feira, 29 de outubro de 2013

''Eu te vejo passar e questiono a mim mesmo “Quem é você?”. Estranho, pois os traços são os mesmos, os detalhes ainda estão no mesmo lugar. A voz ainda possui o mesmo tom doce. Será que estou confundindo? É isso, deve ser você. Vou me aproximando, estou perto agora, mas… Espera. Não, não pode ser você. Lembro que a minha pele se arrepiava, meus olhos brilhavam e o meu coração acelerava, dizendo “Se você chegar mais perto, eu não vou aguentar”. Desvio dessa sombra que você se tornou convencido de que não houve mudança da sua parte. Eu não estou sofrendo de miopia ou alucinações. O meu caso é mal de Alzheimer cardíaco: Meus olhos enxergam muito bem, é o meu coração que não te reconhece mais.'' (Allax Garcia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário