Queridos visitantes

sexta-feira, 21 de março de 2014

"Durante algum tempo fiz coisas antigas como chorar e sentir saudade da maneira mais humana possível: fiz coisas antigas e humanas como se elas me solucionassem. Não solucionaram. Como costumo dizer, um dia de salto 7, outro de sandália havaiana. É preciso ter muita paciência. E fé em Deus. E falanges de anjos-da-guarda fazendo hora extra. E principalmente amigos. Eu acredito tanto na força do pensamento. Acho que quando a gente pensa e sente o bem ele acaba voltando. Em dobro, triplo, infinito. Não dá pra ter pressa, mas dá pra guardar aquela no fundo do peito: as coisas boas acontecem, sim, para quem distribui o bem por aí." — Caio Fernando Abreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário