Queridos visitantes

sábado, 17 de outubro de 2015

Não choro mais. Na verdade, nem sequer entendo porque digo mais, se não estou certo se alguma vez chorei. Acho que sim, um dia. Quando havia dor. Agora só resta uma coisa seca. Dentro, fora. 

(Caio Fernando abreu - Luz e Sombra. In.: Morangos Mofados)

Nenhum comentário:

Postar um comentário