Queridos visitantes

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Recordar o que foi bom, é viver!

Todo mundo já teve na vida um momento, uma fase que marcou para o resto da vida e que passe o tempo que passar você nunca, mais nunca mesmo vai ter o dom de esquecer (isso claro, se você quiser esquecer né?). Esses momentos te modificaram a ponto de nunca mais teres sido o mesmo (a). E eu como ser humano, não poderia ser diferente. Dez anos se passaram e certas coisas eu não tive o dom de esquecer, pois nem tenho o poder e mesmo se tivesse, não o faria. Parece que foram colocadas marcas no seu corpo, porque você ainda as sente. É como elas estivessem ali, adormecidas e ao você observar uma atitude, lembrar de uma data, ouvir uma música ou uma palavra, um gatilho fosse puxado e essas marcas despertassem dentro e fora de você uma sensação e naquele exato momento sua memória estivesse vivenciando tudo novamente. E uma lição aprendi: pode se passar uma década, mas certas coisas, meu bem, te fizeram tão bem que é impossível serem esquecidas. Recordar o que foi bom, é viver!

sexta-feira, 10 de junho de 2016


‘’E se me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar.’’ (Clarice Lispector)

Quais são seus sacrifícios?

Acho que já passei por muita coisa na minha vida, mas a gente tem sempre uma oportunidade. Acho que todo ser humano tem isso, de maneiras diferentes. Temos escolhas. Eu tenho desafios, só cresci por causa deles. Sem eles, eu não seria eu. As pessoas podem olhar de fora as coisas que acontecem na minha vida e falar: que menina feliz. Não, não sou feliz o tempo todo. Para mim, felicidade é um estado de espírito. É como um tesouro. Eu sou realizada porque faço as coisas acontecem. As coisas não vêm na minha porta. Não paro enquanto não consigo. Não meço esforços para conseguir os meus sonhos, mas não prejudico ninguém para alcança-los. Acho que isso é que é importante. Tem gente que fala: ‘’essa pessoa tem tudo e eu não tenho’’, mas o que você fez? Eu sacrifiquei muita coisa e sou grata por isso. E você, o que tem sacrificado para ir em busca do que seu coração deseja?