Queridos visitantes

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

O ironicamente engraçado é que você sempre arruma um jeito de voltar. Sempre encontra uma porta mal fechada, uma janela escancarada, uma (ainda) boba apaixonada. Volta como um terremoto, daqueles de escala 7, derruba qualquer possibilidade de envolvimento que eu poderia ter com outro alguém, não há competições.Traz tudo de volta, traz dependência da sua voz e do seu cheiro, traz nervosismo, tremedeira, insônia e saudade. Você volta, mas volta como sintomas, não como diagnóstico. Pois na verdade, continua lá, inalcançável aos meus toques. Você volta, sempre volta, pra tudo que me compõe, exceto pra mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário