Queridos visitantes

sábado, 29 de abril de 2017

Existem amores que não podem ser vividos, que só podem ser lembrados.

Jade: Ficou uma lembrança, ficou, ficou uma lembrança muito bonita. Eu era tão garota, Latifa, tão sonhadora. É engraçado como, como o tempo distancia tanto as coisas né? Hoje eu fico lembrando do romance da gente. Eu fico, eu fico pensando em todas as loucuras que a gente viveu, em tudo que a gente fez e parece que nada daquilo aconteceu comigo, sabe? Você também não sente assim?
Latifa: Quando eu lembro de quando eu me casei com o Mohamed? Não. Era eu mesma. Igualzinha eu sou hoje. Nada mudou.
Jade: É porque a sua vida não mudou, Latifa. Sua vida não teve uma descontinuidade. É porque você sempre foi muito feliz.
Latifa: Mesmo com a sua família, com a sua filha, o seu marido que te ama tanto, que te dá tantas coisas, você não é feliz, Jade?
Jade: Eu acho que eu sonhei demais. Foi, eu sonhei demais. Eu, eu sempre imaginei que, que as pessoas podiam ser felizes na vida como elas são felizes nos romances, nos filmes. Agora não. Hoje eu sei que existem amores que não podem ser vividos, que só podem ser lembrados.

(Novela O Clone)

Nenhum comentário:

Postar um comentário