Queridos visitantes

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

"Eu deveria voltar a ser como antes. Um tanto forte, um tanto “nem aí” pra vida. Ainda não entendi o propósito que a vida tem para mim, ainda não entendi o porque de tantas coisas ruins estão acontecendo. Não entendo as partidas, não fico contente com as chegadas. Eu sou assim, eu me tornei assim. E eu luto todos os dias para que eu volte a ser o que eu era, eu tenho uma saudade enorme de mim que não sei mais aonde colocá-la, ela transborda, fica no topo, e cai, feito um tsunami carregando tudo o que restou. Dizem que a saudade dá e passa, mas a minha fica, e não quer sair tão cedo." (Autoria Desconhecida)

Nenhum comentário:

Postar um comentário